.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Quinta, 3 de janeiro de 2013 - ANO 10, EDIÇÃO 137
30 anos de estreias jornalísticas na Globo

3 de janeiro de 1983. O começo daquele ano reservou estreias no jornalismo da Rede Globo. No começo do dia, que já tinha solidificado o em 1977 estreado "Bom Dia São Paulo", entraram no ar outros jornais locais, como o "Bom Dia Rio", além de todo o país acompanhar o "Bom Dia Brasil", que era feito de Brasília e basicamente formado por notícias do setor político na Capital Federal. Além disso, à noite, o "Jornal Nacional" não foi mais antecedido pelo "Jornal das Sete" e sim pelos "PraçaTV". Estes noticiários, como "RJTV" e "SPTV", ganharam no mesmo ano de 1983 uma primeira edição, na faixa do meio-dia, mas com menos de meia hora - longe, então, do formato espichadão pioneiro do "Jornal do Almoço", estreado ainda em 1972 pela então TV Gaúcha.

Este tópico resgatará algumas destas estreias de 3 de janeiro de 1983 através de vídeos que são relíquias. Infelizmente, muita coisa boa que estava publicada no YouTube foi se perdendo por encerramentos de várias contas por esse ou aquele motivo - e, sob este ponto de vista, não acho ruim que sejam publicados mais de uma vez certos vídeos pois, caso um dos publicadores seja excluído, o outro garantirá aquela relíquia ainda disponível ao público. Muita coisa boa que já esteve publicada no YouTube foi perdida e não está nos sites da Globo.

30 anos do "Bom Dia Brasil"

O primeiro apresentador, como veem aqui, foi Carlos Monforte, que ficou no jornal até 1991, quando foi substituído por Antônio Augusto, que assistem aqui (postado por agconline) em uma edição de 1993, com som de apenas um dos lados. Aliás, duas perguntas: por onde andaria Antônio Augusto e o que era aquele telefone vermelho na bancada? O que motivava ele estar ali? Pergunto a sério, pois não me recordo mesmo, embora da abertura aí vista - e estreada em 1987 - eu já me recorde. A "fase Brasília" teve como último apresentador Luiz Carlos Braga, hoje na Record, que conferem aqui (postado por 5dejunho) na íntegra de uma edição de 1994, com espaços "minimamente mínimos" para previsão do tempo e esportes.

Em 1° de abril de 1996, não era mentira: estreava uma nova fase no "Bom Dia Brasil", com duração ampliada, realização do Rio de Janeiro e misturando noticiário com revista matutina. Acabava a "fase Brasília" e entravam em cena Renato Machado, que liderou esta reformulação, apresentando junto com Leilane Neubarth, além das presenças fixas de Carlos Monforte em Brasília e do apresentador do "Bom Dia São Paulo", à ocasião Chico Pinheiro. O comecinho desta nova fase pode ser visto aqui (postado por gaviaofantastico). Já vindo aqui (postado por diler2006t), eis a íntegra de uma edição de 1997, com estes quatro e mais o meteorologista Carlos Magno no tempo, César Tralli direto de Londres, Maurício Torres no esporte e Arnaldo Jabor comentando cinema, além de reportagens de Dina Santos, Guto Abranches, Cláudia Bomtempo, Christina Mattos e Idenilson Perin.

Nesta nova fase, quem começou a aparecer na televisão foi o hoje âncora do "Jornal da Band" e então colunista do jornal O Globo, Ricardo Boechat, que no "Bom Dia Brasil" comentava os bastidores da política. Assista aqui (postada por diler2006b) uma edição de 1997, onde Leilane esteve ao lado de Monforte - que em Brasília foi substituído por Délis Ortiz -, a partir de 16:05 entrando a participação de Boechat, que saiu da Globo em 2001.

Outra mudança importante aconteceu em 2002: Leilane Neubarth saiu para ser repórter especial - e posteriormente apresentadora do "RJTV" da noite - e Renato Machado passou a apresentar o "Bom Dia Brasil" junto com Renata Vasconcellos, egressa da Globo News. Veja aqui (postado por gaviaofantastico) os xarás numa edição de 2006.

Nos destaques esportivos, Maurício Torres ficou até 2005, quando trocou a Globo pela Record. Tadeu Schmidt entrou em seu lugar e saiu em 2008, quando passou a se dedicar apenas ao "Fantástico". Deste ano, assista aqui (postado por erikfaccao) ele e Renato no "Bom Dia" seguinte à Copa do Brasil vencida pelo Sport diante do Corinthians, com reportagens de André Gallindo, Marianne Brito e Ivan Moré. Tadeu foi substituído por Alex Escobar, que ficou até 2010, quando migrou para o "Globo Esporte" e foi sucedido por Luís Ernesto Lacombe, que saiu do "Esporte Espetacular". Veja aqui (postado por 001videomix) Escobar terminando uma edição de 2009 junto com Renata e Márcio Gomes, uma presença constante na substituição do titular Renato.

Aliás, deste jornal de 2009, cabe uma observação curiosa: naquele ano, São Paulo encerrava o "Bom Dia" com um final gravado 5 minutos antes da rede nacional para seu "Radar" - o microjornal que passava antes do "Mais Você" - ter duração dobrada. Posteriormente, o mesmo passou a acontecer em várias regiões do Brasil, casos de Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, até a extinção destes microjornais em 2010, quando compensada esta perda com o aumento na duração dos "Bom Dia" locais.

A grande mudança aconteceu em 2011 e é recordada aqui (postada por luizpvideos): a saída de Renato Machado para ser correspondente em Londres e a entrada de Chico Pinheiro, agora fazendo dupla central com Renata Vasconcellos. Além disso, Brasília teve Cláudia Bomtempo substituindo Carlos Monforte e sendo sucedida em 2009 por Zileide Silva. Já em SP, Chico deu lugar a Carlos Nascimento, que foi trocado por Mônica Waldvogel, então sucedida por Mariana Godoy, tudo isso na carona do "Bom Dia São Paulo".

Como curiosidade: esta manhã, na edição de 30 anos, dos atuais titulares, presentes estiveram Renata Vasconcellos, Carla Vilhena e Zileide Silva, enquanto Alexandre Garcia substituiu Chico Pinheiro (que está apresentando o "Jornal Nacional" nesta semana), Flávia Alvarenga cobriu a ausência de Eliana Marques no tempo e Cristiane Dias fez o esporte no lugar de Luís Ernesto Lacombe.

30 anos do "Bom Dia Rio"

3 de janeiro de 1983 também marcou a estreia do matinal fluminense, inicialmente apresentado por Leda Nagle, que veem aqui (postado por renansanson22 e jorgebastosgarcia) em uma edição daquele primeiro ano. Também dele, aqui está (postado por 85rockinrio) Glória Maria entrevistando a banda Barão Vermelho.

O jornal saiu do ar em 29 de junho de 1984, quando era apresentado por Zaira Martins. Foi uma edição de luto pois um trágico acidente matou 14 profissionais das TVs Globo, Bandeirantes, Manchete e Educativa, que iriam cobrir o recorde de extração de 500 mil barris de petróleo da Petrobras na Bacia de Campos, no Norte do estado. Porém, o avião explodiu em Barra de São João. E sabem quem escapou de morrer neste acidente? O repórter André Luiz Azevedo. Ele não foi no voo pois seu colega Luiz Eduardo Lobo concluiu mais cedo uma matéria sobre o comício das Diretas Já. Curiosa observação de um tristíssimo acontecimento. Com a saída do jornal regional, o Rio de Janeiro passou a ver duas vezes o "Bom Dia Brasil": ao vivo às 7h e repetido às 7h30.

A volta do "Bom Dia Rio" aconteceu em 22 de maio de 1989, o que veem neste intervalo comercial (postado por oldvideocassetetapes), que destaca a 01:21 a chamada de retorno. A apresentadora era Cláudia Cruz, egressa da TVE e que se tornou uma musa do canal 4 carioca. A abertura de 1989 está aqui (postada por nunoleonfonseca). Cláudia saiu do "Bom Dia Rio" em 1992 e Marcos Hummel passou a apresentá-lo. Em 1994, ele deu lugar a Priscila Brandão, que acompanham aqui (postado por franciscoramosfarias) em edição de 1996.

Os anos se passaram e os condutores do noticiário também, entre eles Isabela Scalabrini, Márcio Gomes, Ana Paula Araújo e Hélter Duarte. Em 2001, o "Bom Dia Rio" passou a ser apresentado por Sidney Rezende, que o conciliava com a Globo News e a Rádio CBN. Assistem aqui (postada por rioparadeoficial) uma edição de 2003 com ele, que saiu em 2005. Desde então, quem desperta os fluminenses é Ana Luiza Guimarães, que também é reserva imediata de Renata Vasconcellos no "Bom Dia Brasil".

Da fase de Ana Luiza, peguei três vídeos: de 2005 (postado por videodrcarloseduardo), com reportagens de Bette Lucchese e Gabriela de Palhano; de 2007 (postado por arcoeflechaminas), com Mariana Gross cobrindo os preparativos do tiro com arco para os Jogos Pan-Americanos; e de 2008 (postado por sign2804), com vivo sobre o Dia Internacional de Atenção à Gagueira feito por Flávia Travassos, hoje repórter do SBT em São Paulo.

30 anos do "RJTV" (Noite)

Com esta vinheta aqui (postada por andreluisdeamorim), o sucessor do "Jornal das Sete" entrou no ar tendo como primeiro apresentador Berto Filho, como veem aqui (postado por 6320daniel). Em 1984, Leila Cordeiro passou a conduzir o jornal. Os anos se passaram e os apresentadores também. Três exemplos: de 1988 (postado por carlosyou), Valéria Monteiro apresentando uma reportagem de Regina Villela; de 1989 (postado por oldvideocassetetapes), Sônia Maria; e de 1992 (postado por leonardo26pe), Augusto Xavier, hoje na RedeTV!.

Em 1997, como vejam aqui (postado por billcentelha), a apresentação do "RJTV" era de Priscila Brandão, que anunciava uma matéria de André Rohde, hoje na RIC/Record em Florianópolis. Curiosidade: os dois jornalistas aí vistos trabalharam com futebol muito antes, Priscila no rádio de Juiz de Fora enquanto ainda estudante e André no primeiro ano do jornal Diário Catarinense. Mas voltando ao "RJ": os anos passaram e outros apresentadores também, como Cláudia Cruz, Renata Capucci e Hélter Duarte, que aqui está (postado por franciscoramosfarias) em 2003, com reportagens de André Rohde, Marcelo Baruki e Karin Duarte - sim, a mesma Karin do SporTV.

De 2004 (postado por gabapanda), veem o início de uma das edições da fase da Leilane Neubarth, que ali ficou até o fim de 2009, quando se transferiu para a Globo News, na qual hoje é titular da "Edição das Seis" e do "Arquivo N". No lugar dela, já com novo cenário, entrou Márcio Gomes, que depois de um tempaço saiu do "RJ" da hora do almoço, como assistem aqui (postado por rmfbelga). A propósito: do "RJTV" do meio-dia nada falo neste tópico pois ele só surgiu em julho daquele ano de 1983. Portanto, é em julho próximo que farei um tópico especial com vídeos da primeira edição, a atualmente feita pela Ana Paula Araújo.

30 anos do "SPTV" (Noite)

Assim como o "Bom Dia Rio", também o "SPTV" não tem 30 anos corridos no ar e sim duas fases. A primeira começou em 3 de janeiro de 1983, sendo mais um sucessor do "Jornal das Sete". O primeiro apresentador foi Antônio Carlos Ferreira, que hoje todos conhecem como o repórter Tonico Ferreira. A primeira abertura do "SPTV" está aqui (postada por victor25301netuno) e, no fim deste vídeo, mesmo que muito de relance, dá para perceber que o apresentador desta edição da gravação era Dárcio Arruda.

De 1985, veja aqui (postada por 5dejunho) uma reliquiaça daquelas: "SPTV" apresentado por Gilberto Barros. Sim! Gilberto Barros, então da TV Globo de Bauru, que poucos anos depois passou a ser comunicador da Rádio Globo, que no fim dos anos 90 passou a fazer jornalismo na Rede Record e que, ainda nela, passou a animador de auditório, o que repetiu depois na Band e hoje é feito no "Sábado Total", da RedeTV!. O repórter deste vídeo é Florestan Fernandes Jr., hoje na TV Brasil. Já em 1986 (postada por paulinotarraf), esta edição é feita por Celene Araújo, a primeira apresentadora do "Bom Dia São Paulo", e tem o comentário do saudoso Joelmir Beting.

Entre 1990 e 1996, o "SPTV" foi trocado pelo "São Paulo Já". Entre 90 e 94, a primeira edição foi exibida no lugar do "Jornal Hoje". Deste jornal, recordarei em algumas colunas mais à frente em um tópico à parte.

Mas voltemos ao "SPTV" noturno: de 1997 (postada por 5dejunho), Carla Vilhena apresenta matérias de Emerson Ramos, Cássia Miguel e Denise Chahestian, além de um vivo de Cléber Machado em fim de semana de GP do Brasil de Fórmula 1; de 1998 (postada por 5dejunho), Carlos Tramontina dividia a condução com Débora Meneses - então também no "Globo Esporte" de SP e seguidamente em rede no "Esporte Espetacular" -, com o tempo feito por Fabiana Scaranzi e reportagens de Graziela Azevedo e Jorge Félix, sendo o editor-chefe Marco Antônio Rodrigues, o mesmo que hoje é diretor de afiliadas da Rede Globo e comentarista do SporTV; e de 2000 (postada por bokitonizo), José Roberto Burnier traz reportagens de Emerson Ramos, Monalisa Perrone, Sylvestre Serrano, Roberto Thomé - então no geral -, Kelly Varraschim e Abel Neto, além de Fabiana Scaranzi no tempo.

Chegando aos anos 2000, mais três edições: de 2006 (postada por marisanunesarte), uma edição de sábado apresentada por Flávia Freire, com reportagem de Rosângela Santos; de 2007 (postada por lucabrasil123), Carlos Tramontina apresenta vivos de Monalisa Perrone e Janaína Lepri, mais o tempo com Rosana Jatobá; e de 2008 (postada por fatimagullinofrazao), o então ainda repórter nacional César Tralli fazia o jornal já no estúdio de vidro.

30 anos do "MGTV" (Noite)

É mais um jornal que surgiu na noite daquele 3 de janeiro de 1983, mas desse é brabo de achar informações sobre o histórico dos apresentadores e mesmo de quando estreou a edição do meio-dia. Então, o resgate é de materiais mais recentes, da metade dos anos 90 para cá. Mesmo assim, deu para achar boas coisas.

Exemplos: de 1995 (postado por lukkasoli), um jornal apresentado por Laura Lima, que desde o ano seguinte está na TV Alterosa; de 1998 (postada por rdutrabh), uma edição conduzida por Denise Barbosa, hoje repórter de economia da Globo News em São Paulo; de 2002 (postada por lukkasoli), uma edição apresentada por Guilherme Menezes, atualmente na TV Brasil, onde faz direto de Brasília o "Repórter Brasil" noturno; e de 2006 (postado por littlestarbrazil), um jornal com a presença de Patrícia Vasconcellos, hoje correspondente do SBT na Argentina, mas que nesta semana de Ano Novo tem participado da versão paulistana do "Jornal do SBT: Manhã", das 7 às 8.

"O" rosto das noites do "MGTV", há mais de uma década, é o de Vivian Santos. Para quem a vê atualmente, como seu visual mudou neste tempo... Veja ela em 1998 (postado por rdutrabh), em 2000 (postado por fagvbr) e em 2003 (postado por lucabrasil123), neste ano apresentando uma reportagem de Juliana Perdigão, hoje vista nos fins de semana com o programa "Terra de Minas". Em 2008 (postado por lucasbgp), Vivian já estava mais próxima do atual, além de aí notarmos Gislaine Ferreira na previsão do tempo. Em 2010 (postado por lucasbgp), o "MGTV" passou a ser feito no cenário atual e com apresentação em pé. Já em 2012, aconteceu a estreia da transmissão total em alta definição, cujo primeiro jornal acompanham aqui (postado por lucasbgp).

30 anos do "NETV" (Noite)

Também o jornal da Globo Nordeste estreou em 3 de janeiro de 1983, tendo Maria Anunciada como sua primeira apresentadora. Mas se já foi difícil achar coisas do informe de Minas Gerais, imagina do de Pernambuco? Deste, o máximo que achei foram as vinhetas de abertura, como as de 1991, 1998 (ambas postadas por andyhenriques) e 2001 (postada por tvraridades2). Jornais mesmo, destaco três: de 2006 (postado por jorgeufpe), Evaristo Filho apresenta a repercussão do acesso do Náutico pra Série A do Brasileirão, com reportagens de Geórgia Kyrillos e Sabrina Rocha; de 2009 (postado por guttoscr), o há duas décadas titular noturno Hugo Esteves; e de 2011 (postada por leonardo26pe), a primeira edição totalmente em alta definição, conduzida por Márcio Bonfim.

30 anos do "DFTV" (Noite)

Se do "MGTV" foi difícil e do "NETV" foi muito difícil, dizer o quê ao buscar vídeos antigos do "DFTV"? Bah!!! Mas não saí sem uma relíquia desta busca! Veja aqui (postada por josuel1209) uma edição de 1998, com apresentação de Leila Sterenberg, em visual bem diferente do atualmente visto nos noticiários da Globo News.

30 anos do "Bom Dia Rio Grande"

Além das emissoras próprias da Rede Globo, também afiliadas aproveitaram aquele 3 de janeiro de 1983 para lançar seus noticiários matutinos e noturnos, uma delas a RBS TV aqui em Porto Alegre. O "BDRG" teve como primeiro apresentador o então repórter esportivo Rogério Amaral, que depois girou por praticamente todas as TVs regionais e também fez transmissões nacionais por Globo, Bandeirantes e Premiere Futebol Clube.

O vídeo mais antigo que achei do "Bom Dia" é este aqui (postado por diler2006b), de 1989, com apresentação de Elói Zorzetto. Depois, tem este outro (postado por agconline), de 1993, com Sérgio Stock e Carla Bello, ela com um casaco com ombreiras enormes. Ainda achei mais este (postado por diler2006b), de 1997, com Ana Luiza Engel e Enir Grigol trazendo o comentário político de Ana Amélia Lemos, o tempo com Paulo Borges e o esporte com Paulo Brito. Curioso que, há mais de 15 anos, Ana Luiza, Enir e Brito encerravam o jornal dizendo apenas "bom dia" cada um, tal qual Cid Moreira e Sérgio Chapelin com seu "boa noite" final no "Jornal Nacional". Nos dias atuais, de tempos mais informais e conversados, soa muito estranha uma despedida "seca" dessas.

Paulo Borges foi uma figura marcante do "Bom Dia Rio Grande" por cerca de uma década, com uma previsão do tempo que misturava informação com diversão - e bem feita, importante observar. Seguem dois exemplos: de 1999 (postado por marcelo68santos), ele mostrava os bastidores do noticiário, interagindo com toda a equipe, chamando um vivo do repórter Cristiano Dalcin e indo ao estúdio, onde estavam os apresentadores Sérgio Stock e Fernanda Zaffari; e de 2006, Paulo acabava seu boletim e resolvia encarar uma praia, chamando um monte de gente para um carro, incluindo o Guri de Uruguaiana feito por Jair Kobe. Só faltou mesmo nesse carro a dupla desta edição, com Cristina Vieira e André Haar, pelo qual era apaixonada a personagem Ariska Mel, do humorista Ayala. Hahaha...

Paulo Borges saiu do "Bom Dia" em 2006 para iniciar carreira política - hoje, ele é deputado estadual. Desde então, várias jornalistas se sucederam na previsão do tempo. A sucessora foi Letícia de Oliveira, hoje repórter da Globo News em Brasília, que fazia a linha mais tradicional, por isso mesmo sendo enorme a mudança. Depois entrou Aline Schneider, que saiu em 2007 para a Record. No seu lugar chegou Luiza Zanchetta, ex-Bandeirantes e Pampa, que foi quem mais durou na posição, saindo apenas no fim de 2010 por também rumar para a Record. No seu lugar entrou Cristiane Silva, chegada da TVCOM e que, ainda que não escancaradamente, recolocou mais bom humor na previsão do tempo. Cristiane, que teve um breve período fora por passar alguns meses como repórter de esportes e, curiosamente, apresentou a edição de aniversário de 30 anos nesta quinta-feira.

Quanto aos apresentadores centrais, estes eram André Haar e Paola Vernareccia na metade dos anos 2000, já na "era PB". Paola saiu em 2006 para cumprir licença-maternidade e entrou Daniela Ungaretti. Mas ela não saiu quando Paola voltou pois ficou no lugar de André, que em 2007 foi pro Canal Rural e, logo em seguida, para a Record. Esta dupla permaneceu até 2010, quando Dani foi pro "RBS Notícias" e em seu lugar chegou Carla Fachim. Um ano depois, Paola saiu aparentemente por algum tempo por cobrir a licença-maternidade de Daniela à noite, mas saiu de vez pois não voltou pro "Bom Dia", que Carla fez um tempo junto com a então repórter Paula Valdez e, desde o fim de 2011, em apresentação solo. Aliás, Carla não apresentou o "Bom Dia" dos 30 anos pois neste começo de janeiro está no "Jornal do Almoço", durante férias de Cristina Ranzolin.

Em termos de esporte, o "Bom Dia Rio Grande" ganhou um bloco específico em 2002, mais especificamente o terceiro, feito por Eduarda Streb. Ela saiu em 2009 para trabalhar no SporTV e foi substituída por Jader Rocha, que o deixou no começo de 2012 pela mesma razão. No lugar dele entrou Débora de Oliveira, que saiu da RBS no fim do mesmo ano. Atualmente, o esporte é feito por Thiago Morão, vindo da afiliada de Caxias do Sul.

Voltando aos vídeos, eis mais alguns: de 2007 (postado por rzechin), Daniela Ungaretti e Paola Vernareccia chamam o tempo com Aline Schneider; de 2008 (postado por rafsaltiel), Dani e a então repórter e apresentadora substituta Carla Fachim anunciam uma matéria de Shirlei Paravisi, hoje na RBS TV de Caxias do Sul; de 2010 (postado por mascara737), um especial do aniversário de Porto Alegre, todo feito fora do estúdio por Dani, Paola, Luiza Zanchetta no tempo e Jader Rocha no esporte; e de 2012 (postado por fnando1979), o projeto "CorreRia", onde as equipes do "Bom Dia" e do "Vida e Saúde" formaram um time que se preparou para competir na prova de revezamento da Maratona de Porto Alegre.

Deixei de propósito para o fim o dia em que este que vos tecla foi alvo de uma reportagem do "Bom Dia Rio Grande". Sim, a RBS TV teve a coragem de colocar minha latinha no ar (risos) - e de novo, pois em 2009 eu já tinha ocupado mais de um inacreditável minuto em uma matéria com populares no "RBS Esporte". Neste caso do "Bom Dia", em janeiro de 2011, quem me fez parar ali? Carla Fachim, nestes escritos conhecida por "Sharon Stone de São Sepé". A pauta: pessoas que trocam o dia pela noite, feita pelo bom e camarada repórter Eduardo Costa. Pois em quem a "Pão de Mel" pensou para ilustrar o material? É... (eh, eh, eh) Tive até que ir na casa de uma amiga em plena meia-noite pois a minha estava bagunçada demais para aparecer na televisão. O resultado final, com direito à participação do comentarista jurídico - e notório notívago - Cláudio Brito, pode ser acompanhado aqui.

30 anos do "RBS Notícias" (RS)

É o último jornal que destaco nesta coletânea, também lançado em 3 de janeiro de 1983 aqui em Porto Alegre. O primeiro apresentador foi o saudoso Bira Valdez, outra figura marcante destes 50 anos de RBS TV. Em 1988, o jornal foi assumido pelo duradouro Elói Zorzetto. A edição mais antiga que encontrei é esta aqui (postada por diler2006b), de 1990, com reportagens de Rosane Marchetti e Helena Martinho, comentário econômico da futura governadora Yeda Crusius e comentário político de Rogério Mendelski. O editor-chefe era Cezar Freitas, hoje diretor de jornalismo da RBS TV, e os créditos finais tinham o famoso tema musical do Tangerine Dream, que durou até 1998 e também era usado na versão de SC. Outra edição é de 1994 (postada por diler2006b), com reportagens de Ricardo Azeredo e Paola Vernareccia, além do tempo com Ana Luiza Engel.

Com a chegada dos anos 2000, Elói passou a apresentar o "Notícias" junto com uma apresentadora. A primeira foi Cláudia Nocchi, outra presença constante na emissora ao longo dos anos. Veja aqui (postada por diler2006b) uma edição de 2001, com reportagens de Júlio César Santos, Mônica Teixeira, Guacira Merlin, Alessandra Mello, Cristiano Dalcin, Paola Vernareccia, Eduarda Streb e Roberta Salinet, além do tempo com Raquel Figur. Um ano depois, Mônica Teixeira passou a fazer o jornal junto com Elói. Do último ano dela, que foi 2005, assista aqui (postado por kilooscarbravo) os dois anunciando uma matéria de Marcelo Cosme, hoje repórter da Globo Brasília.

A partir de 2005, Elói Zorzetto ganhou a companhia de Cristina Vieira, que é a destes escritos conhecidíssima "musa-mor". Pego de 2007 (postada por diler2006b) a primeira edição feita diretamente da redação da emissora, com reportagens de Ivani Schutz, Jonas Campos, Patrícia Cavalheiro, Antônio Peixoto, Marcelo Magalhães, Fernando Becker e Luciano Calheiros, além do tempo com Paula Valdez. Cristie saiu em 2010 para a TV TEM de Sorocaba e, após uma breve transição com Carla Fachim no seu lugar, veio a sucessora definitiva: Daniela Ungaretti. Da fase com Elói e Dani, um "Notícias" completo de 2011 está aqui (postado por rcostta).

Também em 2011 estreou a atual guria do tempo, que é Camila Martins. Peguei de propósito este vídeo aqui para destacá-la por um único motivo: a data, que foi 16 de setembro, quando completei 30 anos de vida.

Apenas para constar dos autos

Imagino, deduzo, presumo e suponho que outros noticiários matutinos e noturnos regionais mais tenham estreado neste dia há 30 anos hoje completados, mas falei apenas dos aí

A televisão em 3 de janeiro de 1983

Apoiado pelas edições de época de Folha de S.Paulo e Jornal do Brasil, trago abaixo as grades de programação das emissoras abertas em São Paulo e Rio de Janeiro naquela data. Antes, algumas observações importantes: Eliakim Araújo apresentava o "Esporte Hoje" na TVE; Sônia Maria e Leda Nagle apresentavam o "Hoje" (sem "Jornal") na Globo; Cid Moreira e Sérgio Chapelin apresentavam o "Jornal Nacional" (lembrem que 1983 foi o ano em que Chapelin saiu para ser animador de auditório no "Show Sem Limite", do SBT); Renato Machado, Belisa Ribeiro e Luciana Vilas Boas apresentavam o "Jornal da Globo"; Joelmir Beting, Ferreira Martins, Ronaldo Rosas e Newton Carlos apresentavam o "Jornal Bandeirantes"; Hélio Ansaldo e José Luiz Meneghatti apresentavam o "Record em Notícias"; e Scarlet Moon e Nelson Motta apresentavam o "Noites Cariocas" na Record do Rio.

GLOBO 6h30, "Telecurso"; 7h, "Bom Dia Brasil"; 7h30, "Bom Dia Rio" e "Bom Dia São Paulo"; 8h, "TV Mulher"; 11h, "Globo Cor Especial"; 12h45, "Globo Esporte"; 13h, "Hoje"; 13h40, "Vale a Pena Ver de Novo" (Plumas e Paetês); 14h30, "Festival de Férias" (A Farra dos Malandros); 16h30, "Sessão Aventura" (O Incrível Hulk); 17h35, "Caso Verdade"; 18h10, "Paraíso"; 18h55, "Final Feliz"; 19h45, "RJTV" e "SPTV"; 20h, "Jornal Nacional"; 20h30, "Sol de Verão"; 21h30, "Carro Comando"; 22h30, "Séries Brasileiras" (Moinhos de Vento); 23h25, "Jornal da Globo"; e 23h55, "Classe A" (Os Pecados de Todos Nós)

TVS / SBT 6h30, "TV Guide" (SP); 7h, "Ginástica" (SP); 7h30, "Bozo"; 8h, "Pernalonga e Seus Amigos"; 8h30, "A Pantera Cor-de-Rosa"; 9h, "Clube do Mickey" (SP) e "Ligeirinho e Seus Amigos" (RJ); 9h30, "Popeye" (SP) e "Lassie" (RJ); 10h, "Ultraman" (SP) e "Looney Tunes" (RJ); 10h30, "Faísca e Fumaça" (SP) e "Papa Léguas" (RJ); 11h, "A Turma do Pica-Pau" (SP) e "Popeye" (RJ); 11h30, "Pica-Pau" (SP) e "A Turma do Pica-Pau" (RJ); 12h, "Tom e Jerry"; 12h30, "Spectreman" (SP) e "Pica-Pau" (RJ); 13h, "O Povo na TV"; 18h30, "Noticentro"; 19h, "Conflito"; 19h30, "Os Ricos Também Choram"; 20h, "Conflito" (reprise); 20h30, "Os Ricos Também Choram" (reprise); 21h15, "Show Sem Limite"; 23h30, filme (Beau Geste - SP) e "Os Pioneiros" (RJ); e 0h30, "Kojak" (RJ)

BANDEIRANTES 8h30, "Encontro com a Vida"; 8h35, "Ginástica"; 9h, "Festival de Desenhos"; 10h, "Viagem ao Fundo do Mar"; 11h, "Rin-Tin-Tin"; 11h30, "O Gordo e o Magro"; 12h, "Agente 86"; 12h30, "Lucy Total"; 13h, "Quem é Você?"; 13h30, "Ela" (SP) e "A Maravilhosa Cozinha de Ofélia" (RJ); 14h, "Festival de Desenhos" (RJ); 15h, "O Gordo e o Magro"; 15h30, "Rin-Tin-Tin"; 16h, "Jornada nas Estrelas"; 17h, "A Sorte é Sua" (Olho Vivo); 17h30, "Familionária"; 18h, "A Filha do Silêncio"; 18h30, "Campeão"; 19h30, "Edição Local"; 19h40, "Jornal Bandeirantes"; 20h10, "Jornada nas Estrelas"; 21h, "Boa Noite Brasil"; 23h10, "Jornal da Noite"; e 23h30, "Programa Ferreira Netto"

RECORD 8h, "TV Educativa" (SP); 8h20, "Encontro com a Vida" (RJ); 8h30, "Ultra Seven" (SP) e "Telescola" (RJ); 9h, "A Formiga Atômica" (SP) e Igreja da Graça (RJ); 9h20, "O Reino Selvagem" (RJ); 9h30, "O Fantasma do Espaço" (SP); 9h50, "Hong Kong Fu" (RJ); 10h, "Daniel Boone" (SP); 10h15, "Space Ghost" (RJ); 10h40, "Corrida Maluca" (RJ); 11h, "Cozinhando com Arte" (SP); 11h05, "Laboratório Submarino" (RJ); 11h15, "Jornal de São Paulo" (SP); 11h30, "Record nos Esportes" (SP); 11h40, "Cozinhando com Arte" (RJ); 11h55, "Chico Xavier: Encontro com a Paz"; 12h, "Record em Notícias"; 13h, "À Moda da Casa"; 13h15, "Hardy Boys" (SP) e "O Reino Selvagem" (RJ); 13h30, "Vingador do Espaço" (SP); 13h45, "Os Apuros de Penélope" (RJ); 14h, "Laboratório Submarino" (SP); 14h10, "Space Ghost" (RJ); 14h30, "Hong Kong Fu"; 15h, "Charles Gato e os Super Velhacos" (SP) e "A Patota do Zorro" (RJ); 15h25, "Hardy Boys" (RJ); 15h30, "Club Club" (SP); 15h50, "Laboratório Submarino" (RJ); 16h, "Gasparzinho" (SP); 16h15, "Super Robin Hood" (RJ); 16h30, "Godzilla" (SP) e "Corrida Maluca" (RJ); 17h, "Speed Buggy" (SP) e "Pinóquio" (RJ); 17h30, "Jana das Selvas" (SP) e "Os Locomotivos" (RJ); 18h, "Space Stars"; 18h30, "A Feiticeira"; 19h, "O Homem do Fundo do Mar" (SP) e "Os Monroes" (RJ); 20h, "Laredo" (SP) e "Cavalo de Ferro" (RJ); 21h, "Oscar" (Um Por Deus, Outro Pelo Diabo em SP e A Última Diligência no RJ); 22h45, Campeonato Brasileiro de Vôlei Masculino; 0h, filme (Sangue Sobre a Índia - SP) e "Noites Cariocas" (RJ); e 2h, "Cannon" (SP)

GAZETA (SP) 12h, "O Despertar da Fé"; 12h30, "Destaques"; 13h, "Gazeta nos Esportes"; 13h30, "Stadium"; 14h, "Programa Educativo"; 14h30, "Mulheres em Desfile"; 18h, "Gazeta em Notícias: o Jornal da Cidade"; 18h30, "Bola no Chão"; 18h35, "Bastidores do Esporte"; 19h, "Era o Que Eu Tinha a Dizer"; 19h05, "Bastidores do Esporte"; 19h30, "Gazeta em Notícias: o Jornal da Cidade"; 20h, "Futebol é Com o Onze"; 22h40, "Repórter Tavares de Miranda"; 22h50, "Propaganda e Paetês"; e 23h, "Brasil Sócio-Econômico"

CULTURA (SP) 10h15, "Telecurso"; 10h45, "Curumim"; 11h, "Bambalalão"; 12h, "É Hora de Esporte"; 12h35, "RTC Tempo"; 12h40, "RTC Notícia"; 13h, "Sessão da Uma" (Todas as Vozes, Todos os Sons); 14h, "Qual é o Grilo?" (vestibular); 16h45, "Curumim"; 17h, "Bambalalão"; 18h, "Palavra de Mulher"; 19h, "Panorama"; 19h30, "Telerromance" (Floradas na Serra); 20h25, "RTC Tempo"; 20h30, "RTC Notícia"; 21h, "Um Plano e Você"; 22h, "Esporte Opinião"; e 22h45, "Sinopse"

TVE (RJ) 8h, "Era Uma Vez"; 8h15, "Ginástica"; 8h45, "Jornal da Feira"; 9h, "Patati Patatá"; 9h15, "Curso de Leitura e Interpretação em Desenho Técnico"; 9h30, "Grandes Mestres da Pintura"; 9h45, "É Fácil"; 10h, "Cineviagem"; 10h30, "Catavento"; 12h, "Telecurso"; 12h30, "Sítio do Pica-Pau Amarelo"; 13h, "Era Uma Vez"; 13h15, "Cineviagem"; 13h45, "Patati Patatá"; 14h, "Tarde Nobre" (Stadium); 15h, "Telerromance" (Paiol Velho); 15h45, "Jornal da Feira"; 16h, "Ginástica"; 16h25, "Assim Está Escrito"; 16h30, "Documentários"; 17h, "Cata-Vento"; 18h30, "Sítio do Pica-Pau Amarelo"; 19h, "Grandes Mestres da Pintura"; 19h15, "Curso de Leitura e Interpretação em Desenho Técnico"; 19h30, "Telecurso"; 20h, "Documentários"; 21h, "Assim Está Escrito"; 21h05, "Esporte Hoje"; 21h15, "1982: Edição Nacional"; 22h, "Especial TVE"; 23h, "Orquestra Sinfônica"; 0h, "1982: 2ª Edição"; e 0h30, "Conversa de Fim de Noite"

E vamos pra coluna do dia!

Sim, pessoas, este foi só o começo da "24 Horas" desta quinta-feira. Inacreditável, não? Tão inacreditável quanto um próprio aniversariante passar batido pela sua data máxima, mas paciência. Tem quem se lembre dela.

Campeonato Inglês

A vitória sobre o Chelsea, em pleno Stamford Bridge, foi apenas a primeira do Queens Park Rangers com Júlio Werner como titular do gol. Demorou, mas o marido da Suzana César ganhou uma.

Só Fatos, Sem Boatos

Tópico fixo de fim de ano, onde é mais fácil eu projetar os 30 anos que duvido que este PB venha a atingir do que tratar de rumores e especulações. Às últimas:

*O Santos não tem mais o volante Gerson Magrão e o zagueiro Bruno Rodrigo, mas contratou o volante Renê Júnior, emprestado pela Ponte Preta, e o meia Pinga, do Al-Wahda, que chega por 5 meses.

*O Guarani adquiriu o volante Régis e o lateral esquerdo Eusébio, emprestados por 5 meses pelo Ceará.

*O Bragantino não tem mais o meio-campista Tchô, que foi para o Villa Nova.

*O Flamengo renovou por um ano com o lateral direito Léo Moura e fechou com o volante Amaral, comprado junto ao Nova Iguaçu, por 3 anos.

*O Vasco emprestou o atacante William Barbio ao Atlético Goianiense por um ano e receberá o volante Sandro Silva e o meia Pedro Ken do Cruzeiro, com o qual negociará o volante Nilton.

*O Atlético Goianiense adquiriu o volante Madson (do Paulista), os laterais Leonardo (do Barueri) e Lennon (do Botafogo), e o atacante Ricardo Jesus (do Avaí). Lennon no mesmo time de Gandhi. "Give To Dragão a Chance".

*O Goiás readquiriu de novo o meia Renan Oliveira, do Atlético Mineiro, por empréstimo de mais um ano.

*O Joinville anunciou o lateral esquerdo Pará, do América Mineiro, e o atacante Ronaldo, do Guarani.

*O ABC fechou com o lateral direito Renato, emprestado pelo Sport por um ano.

*O América de Natal contratou o volante Daniel, do Santa Cruz do Pará.

Curtinhas

*Papelão do Van der Vaart, do Hamburgo, que reconheceu em entrevista ao jornal Bild ter agredido a esposa Sylvie após uma discussão em uma festa. Ex-esposa, pois o casamento acabou, evidentemente. Patife.

*45 minutos finais com Lucas em campo e o Paris Saint Germain ganhou por 5 x 1 um amistoso contra o Lekwiya, disputado no Qatar. O Campeonato Francês só voltará no outro fim de semana.

*Enquanto isso, Johan Cruyff comandou pela última vez a - não reconhecida pela FIFA - seleção da Catalunha, que empatou amistoso por 1 x 1 com a Nigéria, enfrentada no estádio do Espanyol.

*Depois de confirmar a temporada 2013 da Stock Car, Rubens Barrichello vai correr as 24 Horas de Daytona, nos dias 26 e 27 deste mês. Veneno: no caso dele, a corrida durará os dias 26, 27 e 28. (perdão, não resisti)

E atenção, pessoas!

Chegou aquele momento de lamentar uma perda: "Sintonia PB", antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Luto em Minas Gerais com a morte do jornalista Eduardo Lima, aos 60 anos, de complicações renais. Ele foi apresentador do programa "Viva a Tarde", na Itatiaia, e também trabalhou nas rádios Globo, Inconfidência, Del Rey FM e Cultura, além das TVs Globo, Alterosa e Bandeirantes, ainda tendo presenças em teatro, cinema e música. Atualmente, ele escrevia crônicas para o periódico impresso Hoje em Dia, do Grupo Record.

*A Globo News suspendeu sua programação normal no começo desta quinta-feira para apresentar uma cobertura especial da preocupante chuvarada na Baixada Fluminense, que desabrigou mais de 100 pessoas e causou uma morte até o momento em que escrevo esta nota, pouco depois das 8 da manhã.

*Globo News, que ontem recolocou o "Estúdio i" no horário tradicional das 14h às 15h30, após antecipação em uma hora desde o período eleitoral de 2012. "Estúdio i", que por alguns dias está sendo apresentado pela Leilane Neubarth durante folga da Maria Beltrão. Quando uma sai, a outra faz tanto o "Estúdio" quanto a "Edição das 6".

*Somente ontem me toquei disso: começou na terça-feira a trajetória de Carlos Henrique Schroder como diretor geral da Rede Globo. Vamos ver como será marcada a administração do meu conterrâneo da aldeia pampeana.

*Leio no Flávio Ricco uma mudança importante, que cariocas, gaúchos e parte do Nordeste não verão devido às folias locais: Mariana Ferrão dividirá com Cléber Machado a apresentação do Carnaval de São Paulo em 2013. Sai Mariana Godoy, agora só do "Jornal das 10" na Globo News, e entra uma xará. O desmemoriado assume não lembrar se La Ferrão já cobriu outros desfiles paulistanos, fosse pela TV Globo ou pela Rádio Bandeirantes.

*Globo e suas madrugadas: enquanto nesta de quarta para quinta estreou "The Good Guys", série que durou apenas uma temporada, a estreia de hoje para amanhã será de "Castle", que está na quinta temporada.

*SBT e suas madrugadas: logo mais, às 3 e meia, estreará a comédia "Suburgatório", estrelada por Jeremy Sisto (ex-"Lei e Ordem"), que está na segunda temporada.

*Bandeirantes e suas madrugadas: algo deve ter sido retirado e ainda não chequei o que foi, mas o fato é que liguei nela às 3 e pouco e estava começando "O Encantador de Cães", depois entrando "Popcorn TV" e, às 4h, a Igreja Mundial, que vai até as 6h45, quando entrega para o "Primeiro Jornal".

*A saideira: veem aqui uma camisa que o Manchester City deu na terça-feira para David Hasselhoff, eternamente Michael Knight da "Super Máquina" e Mitch Bucannon de "S.O.S. Malibu" nos nossos corações, quando ele foi ao Etihad Stadium para assistir os 3 x 0 sobre o Stoke City. Só que podem notar que erraram a ordem das letras do nome do homem, que está com 61 anos. Eu, se sou David, toco o K.I.T.T. pra cima dos Citizens (risos).

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

85 anos da obrigatoriedade oficial no rádio

3 de janeiro de 1938. Neste dia, um ato do Poder Executivo determinou que todas as emissoras de rádio do Brasil eram obrigadas a transmitir "A Hora do Brasil", o programa oficial do governo veiculado entre 7 e 8 da noite, à ocasião presidido por Getúlio Vargas. O primeiro nome foi "Programa Nacional" e a estreia se deu em 22 de julho de 1935, com a troca para "Hora do Brasil" se dando exatamente há 75 anos. O nome definitivo "A Voz do Brasil" surgiu em 6 de setembro de 1946. Nas últimas duas décadas, algumas emissoras conseguiram liminares para seguirem por elas mesmas entre 19h e 20h. Algumas liminares caíram e outros seguem valendo.

O blog Na Trilha do Rádio, do jornalista tocantinense Cláudio Paixão, publicou aqui alguns áudios antigos da "Voz do Brasil": a abertura do programa de 7 de setembro de 1938, com locução de Luís Jatobá; a edição completa de 25 de setembro de 1978; e um trecho da "Voz" de 24 de junho de 1996, na qual está a grande curiosidade: um dos apresentadores era André Luiz, que depois foi voz-padrão da TV Globo (reserva de Dirceu Rabelo), aí foi pra Rede Record como voz-padrão principal e, atualmente, é locutor reserva após a chegada de Doni Littieri.

Bela do Dia: Cinthia Toledo

Cinthia Toledo, repórter da TV Globo de São Paulo, aí vista no Globocop com um sorriso tão carregado de doce adorabilidade que, se ela pedir pro sujeito qualquer coisa, ele fará sem pensar duas vezes. Jantar à luz de velas para comemorar uma grande alegria? Ele faz. Ir no supermercado fazer as compras da semana? Ele faz. Jogar um baldaço de água gelada nos vizinhos que estão batendo boca na rua em plena madrugada e atrapalhando o sono dos justos? Ele faz. Esta moça conseguirá tudo.

Convivas

"Tem gente hoje em dia que comemora acordo de patrocínio para time, material esportivo, cota de TV... Claro que isso é importante, mas o fato principal é o dinheiro ser bem usado e, no caso do material esportivo, que ele seja de boa qualidade. No caso do São Paulo, a camisa de 2010 pode ter rendido um bom valor financeiro, mas em termos de marketing e vendas foi um fiasco pois era muito mal feita, com aqueles chifrinhos na gola e com o 'laranjão' do BMG estampado, além dos 'patrocínios paralelos'. De que adianta ganhar muito dinheiro e a camisa ser toda poluída e ninguém querer comprar? Tem de haver um equilíbrio nessa questão. *** O Melbourne Heart é dirigido pelo John Aloisi, autor de um dos gols da Austrália sobre o Japão na Copa de 2006. *** Pelo visto, continuam dando pouco valor aos técnicos brasileiros fora daqui. Isso explicaria a vitória do José Pekerman no prêmio do El País. É bem possível que muitos jornalistas que votaram na eleição nem conheçam bem Tite, o que prova também que o futebol brasileiro em termos de clubes é pouco observado por nossos vizinhos sul-americanos, mesmo com muitos deles jogando a Libertadores. *** Colocar René Marcelo para apresentar o péssimo 'Balanço Geral' de SP não é valorização com a Record Belém e nem reconhecimento profissional e sim castigo mesmo, ainda mais nessa época de fim de ano! (risos) *** Além de ser incrível entrarmos em 2013 sem que uma rede grande de TV como o SBT possa contar com suas afiliadas para fazer um jornal decente pela manhã, chama a atenção o fato das muitas reprises dessa atração. *** Pela Claro TV, o som da nova Rádio Estadão me pareceu um pouco distante, sem a mesma qualidade que tinha na época da Estadão/ESPN. *** Clayton Moreira, Arlindo Cruz parece ser hoje o 'sambista padrão' da nossa mídia, assim como Regina Casé é a 'apresentadora povão padrão'. Criaram uma imagem para eles, que têm de comparecer e aparecer a todo momento e em todo lugar, desde festa de batizado a posse de ministro no STF - e o pior é que Regina foi mesmo na do Joaquim Barbosa. Zeca Pagodinho padeceu disso por um tempo, assim como Jorge Aragão. Agora, parece ser a vez do Arlindo. *** Existe um problema de avaliação de muitas pessoas, que acham que qualquer música que tenha guitarra, baixo e bateria é rock n' roll, o que obviamente não é o caso. Além disso, muitos artistas aqui são muito 'chapa-branca' para serem considerados de fato ligados ao rock, como música ou mesmo como estilo. *** A foto da bela Patrícia Chiosi desperta esse quê de apresentadora da CBS dos EUA, talvez por causa do fundo branco. *** Sugiro como 'Bela do Dia' Tati Freitas, vocalista da banda Marauê. *** Ângela Leal também não era da Globo?" (Alexandre Rodrigues Alves)
Não. A última produção dela na Globo foi "Sete Pecados", em 2007.

"Cristiano Ronaldo claramente está atrás do Messi. Além de provavelmente perder o prêmio de melhor do mundo, ainda perdeu um comercial de produto de beleza no Japão. *** Esses times da Inglaterra só prestam pra ajudar o Manchester United a ser campeão, mas quando vão enfrentá-lo, não tem a menor chance." (Carlos Eduardo Sampaio Queiroz)

"Talvez Mazurkiewicz não tivesse ficado tão célebre se o destino não lhe houvesse concedido o papel de coadjuvante naquele drible do Pelé em 1970. O que teria possibilitado aquele lance ficar tão famoso? Se a bola entra, estaríamos falando até hoje da jogada? Se é, digamos, Clodoaldo a aplicar aquele drible e não Pelé, o lance seria repetido incontáveis vezes nos 42 anos seguintes? O fato é que toda a jogada é de uma beleza plástica admirável, e sorte que tenha envolvido dois gigantes do futebol mundial. Curiosamente, Pelé e Mazurka se reencontrariam nos Campeonatos Brasileiros de 72 e 73, e em nenhuma das oportunidades o Rei conseguiria vazar a meta do uruguaio. Mas eles já se conheciam desde a Libertadores de 65, e naquela ocasião Pelé conseguiu bater seu futuro famoso rival, mas o Peñarol levou a melhor no fim. *** 'Cala a boca e toca' é uma expressão do meu vocabulário pessoal, que uso sempre para me referir àqueles artistas que até tocam bem os seus instrumentos, mas se metem a cantar mesmo não tendo voz para isso. Acho Arlindo Cruz um compositor admirável, e o banjo que ele toca até dá conta do recado, mesmo não sendo nenhum virtuose. Mas o registro vocal dele é de lascar! Na verdade, me soou estranho ler '...que deveria calar a boca e tocar mais', pois dá a entender que eu estou mandando ele parar de dar entrevista e tal, quando só acho que ele poderia cantar menos! Meus ouvidos agradeceriam." (Clayton Moreira)

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

Quando o "Bom Dia Brasil" e os demais noticiários no mega-tópico de abertura estrearam, a novela das 6 da Globo era "Paraíso". O paraíso de protagonista, que muitos anos depois foi Nathália Dill, naquele 3 de janeiro de 1983 era Cristina Mullins. O tema musical de abertura está aqui: "Promessas Demais", com Ney Matogrosso.

Arremate

Deu no site: "Cris rescinde contrato com o Galatasaray e pode ser anunciado pelo Grêmio". Novelão ou não?

"24 Horas" volta antes ou depois de sabermos a resposta! Antes? Depois? Alguém sabe?

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.