Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Domingo, 14 de fevereiro de 2021
As oitavas da Liga dos Campeões estão chegando



E serão oitavas-de-final marcadas por um novo e mais grave momento da pandemia do coronavírus, já que há restrições ao ingresso de oriundos do Reino Unido por causa de mutações mais perigosas da doença - e não é apenas na Champions League isso, mas também na Liga Europa, vide tantas mudanças de local que destaquei durante esta semana aqui na "24 Horas" que até me perdi de quantas foram. Enfim... Projetemos as pelejas.

Terça-feira teremos no Camp Nou Barcelona x Paris Saint Germain, mas não Messi versus Neymar devido à contusão que tira o brasileiro de combate por um mês. Os espanhóis acabaram o Grupo G na 2ª posição com 15 pontos em cinco vitórias e uma derrota, marcando 16 gols e sofrendo cinco. Já os franceses, mandantes da volta no Parque dos Príncipes em 10 de março, lideraram o H com 12 pontos em quatro vitórias e duas derrotas, 13 x 6 nos gols. Também na terça, não na Alemanha e sim na Puskás Arena em Budapeste, acontecerá RB Leipzig x Liverpool. Os alemães ficaram em segundo no Grupo H com 12 pontos em quatro vitórias e duas derrotas, anotando 11 gols e tomando 12. Mandantes da volta em Anfield em 10 de março, os ingleses lideraram o Grupo D com 13 pontos em quatro vitórias, um empate e uma derrota, 10 gols feitos para três sofridos. Mas a descendente recente, hmmm... Ontem, então...

Quarta-feira tem mais dois duelos. No Dragão, acontecerá Porto x Juventus, Cristiano Ronaldo contra um rival das antigas. Os portugueses pegaram o 2º lugar no Grupo C com 13 pontos em quatro vitórias, um empate e uma derrota, 10 gols marcados e três sofridos. Mandantes da volta no seu estádio em 9 de março, os italianos lideraram o G com 15 pontos em cinco vitórias e uma derrota, 16 gols marcados e cinco sofridos. Já o Ramón Sánchez-Pizjuán receberá Sevilla x Borussia Dortmund. Os espanhóis acabaram o Grupo E na 2ª posição com 13 pontos em quatro vitórias, um empate e uma derrota, marcando nove e sofrendo oito. Mandantes da volta no Stadion Dortmund em 9 de março, os alemãs ficaram em 1º no F com 13 pontos em quatro vitórias, um empate e uma derrota, 12 x 5 nos gols.

Dia 23, mais um duelo afetado pelas restrições: Atlético de Madrid x Chelsea, no Nationalá de Bucareste. Os espanhóis ficaram em 2º no Grupo A com 9 pontos em duas vitórias, três empates e uma derrota, sete gols marcados e oito sofridos. Mandantes da volta de 17 de março no Stamford Bridge, os ingleses lideraram o E com 14 pontos em quatro vitórias e dois empates, 14 gols anotados e dois tomados. No mesmo dia 23 começará Lazio x Bayern de Munique no Olímpico de Roma. Os italianos foram os segundos do Grupo F com 10 pontos em duas vitórias e quatro empates, fazendo 11 gols e tomando sete. Mandantes da volta na Arena de Munique em 17 de março, os alemães e atuais campeões comandaram o Grupo A com 16 pontos em cinco vitórias e um empate, 18 x 5 nos gols.

Por fim, no dia 24 vamos para Atalanta x Real Madrid do Stadio di Bergamo. Os italianos pegaram o 2º lugar no Grupo D com 11 pontos em três vitórias, dois empates e uma derrota, fazendo 10 gols e tomando oito. Mandantes da volta no Di Stefano em 16 de março, os espanhóis lideraram o B com 10 pontos em três vitórias, um empate e duas derrotas, marcando 11 e sofrendo nove. Por fim, tem Borussia Monchengladbach x Manchester City também na Puskás Arena de Budapeste. Os alemães ficaram em segundo no Grupo B com 8 pontos em duas vitórias, dois empates e duas derrotas, 16 gols marcados e nove sofridos. Mandantes da volta de 16 de março no City of Manchester, os ingleses terminaram na liderança do Grupo C com 16 pontos em cinco vitórias e um empate, anotando 13 gols e sofrendo um.

No dia 19 do mês que vem, teremos o sorteio das quartas-de-final e também a ordem das semifinais.

10 anos da aposentadoria de Ronaldo



Foi numa coletiva que o "Fenômeno" anunciou sua saída dos gramados após 18 anos de carreira, sendo sua última partida a derrota do Corinthians por 2 x 0 para o Deportes Tolima, na eliminação da Libertadores na fase pré-grupos, e sendo seu último gol aquele do até hoje discutidíssimo pênalti (embora para mim existente) do 1 x 0 sobre o Cruzeiro, na reta final do Campeonato Brasileiro de 2010. Acabava uma trajetória surgida precocemente e com talento nato do início ao fim, superando inúmeras barreiras físicas que com outros atletas seriam impossíveis de reviravoltar. Mas Ronaldo Nazário era diferente. Em 2000, parecia acabado. Em 2002, liderou o penta do Brasil.

Ele ganhou "apenas" duas Copas do Mundo em 1994 e 2002, uma Confederações em 1997 e duas Copas América em 1997 e 1999 pela Seleção Brasileira, uma Copa do Brasil em 1993 e um Mineiro em 1994 pelo Cruzeiro, uma Copa da Holanda em 1996 pelo PSV Eindhoven, uma Supercopa da Espanha em 1996 e uma Copa do Rei e uma Recopa da UEFA ambas em 1997 pelo Barcelona, uma Copa da UEFA em 1998 pela Internazionale, uma Intercontinental em 2002 e um Espanhol e uma Supercopa da Espanha ambos em 2003 pelo Real Madrid, uma Supercopa da Europa em 2007 pelo Milan e uma Copa do Brasil e um Paulista ambos em 2009 pelo Corinthians.

70 anos do "Massacre de São Valentim"



Um clássico do cinema que, por motivos diversos sempre alheios à minha vontade, até hoje não assisti é "Touro Indomável", dirigido por Martin Scorsese. Pois o lutador interpretado por Robert de Niro vivia há sete décadas fechadas neste domingo uma noite histórica pro boxe, mas negativa para si pois positiva para seu oponente. Há 70 anos, acontecia a sexta e última luta entre Jake LaMotta e Sugar Ray Robinson, que sairia vencedor.

Profissionalizados desde 10 anos antes, eles se enfrentaram pela vez primeira em 2 de outubro de 1942, com Robinson vencendo por pontos. Em 5 de fevereiro de 1943, LaMotta levou a melhor e impôs ao adversário a primeira das 19 derrotas que teria numa carreira de extraordinárias 173 vitórias - Jake também perderia 19 vezes, mas ganhando "apenas" 83. Só que, exatamente três semanas depois, Sugar triunfaria outra vez, também por pontos. Em 23 de fevereiro de 1945, novamente Robinson superaria LaMotta na decisão dos jurados, o que outra vez aconteceria em 26 de setembro do mesmo ano. E então, chegávamos a 14 de fevereiro de 1951, em Chicago.

Jake LaMotta era o "Bronx Bull" e Sugar Ray Robinson o "Príncipe do Harlem". O primeiro tinha sido campeão dos médios em 1949 e o segundo já faturara os meio-médios em 1946. Então, Sugar subiu para o peso médio e isso levou ao último e definitivo embate entre estas duas lendas, assistido por 15 mil pessoas no estádio da cidade e por muitas mais através da TV. Foi uma luta pegadíssima, um verdadeiro duelo de titãs. Mas a superioridade estava com Sugar, que ainda teria mais de uma década de sucesso, enquanto Jake começava a rumar para os finalmentes.

Nos dois últimos assaltos, Robinson dominou de tal maneira que foi por detalhe que não levou LaMotta ao solo. Mas uma hora não daria para evitar o inevitável: a vitória por nocaute técnico. Assim terminou uma das maiores noites da história do boxe em todos os tempos, merecedora de lembrança há 70 anos, merecedora disso para sempre.

30 anos de "O Silêncio dos Inocentes"



É o quanto completa neste domingo este clássico drama de suspense e terror psicológico, vencedor dos Oscars de filme, roteiro adaptado, diretor para Jonathan Demme, ator para Anthony Hopkins como Dr. Hannibal Lecter e atriz para Jodie Foster como Clarice Starling. É uma das únicas três produções a faturar as cinco principais estatuetas da premiação, os outros sendo "Aconteceu Naquela Noite" em 1934 e "Um Estranho no Ninho" em 1975 -, sendo vencedor ainda do Globo de Ouro de atriz, do Urso de Prata de diretor e do Bafta de ator e atriz. Gerou a sequência "Hannibal", na qual a policial foi interpretada por Julianne Moore. E na última quinta-feira a CBS estreou "Clarice", série que pega a trama um ano depois da história trazida pelo filme e que é protagonizada por Rebecca Breeds.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As deste domingo, 14 de fevereiro, são estas:

*105 anos do nascimento de Edward Platt, ator falecido em 1974 e que fez o Chefe na série "Agente 86".

*90 anos ao dobrado: do nascimento de De Sordi, ex-futebolista falecido em 2013 e campeão mundial pelo Brasil em 1958 (titular em todos os jogos com exceção da finalíssima) e paulista de 1953 e de 1957 pelo São Paulo; e da estreia de "Drácula", dirigido por Todd Browning e primeiro dos seis filmes nos quais Bela Lugosi interpretaria o conde da Transilvânia.

*70 anos de Kevin Keegan, ex-futebolista campeão por Liverpool (europeu em 1977 e de duas Copas da UEFA, três Ingleses, uma Copa da Inglaterra e duas Supercopas da Inglaterra) e Hamburgo (um Alemão).

*40 anos de Equador 0 x 6 Brasil, amistoso em Quito que registrou a maior vitória brasileira em campo equatoriano.

Clipe do Dia: Taiguara

Há 25 anos fechados neste domingo morria este uruguaio, que nasceu em 1945 e que foi o artista mais censurado do Brasil, com mais de 6 dezenas de canções proibidas pelo Regime Militar. Autoexilado, voltou ao país somente no início dos anos 80, já após a Anistia. Antes de seu clássico maior "Universo no Teu Corpo" em 1970, um ano antes lançou a dolorosa "Hoje", de versos fortes como este: "eu não queria a juventude assim perdida".



Clipe do Dia: Dicró

Falecido em 2012, este sambista satírico de linha nascia há 75 anos completados hoje. O bom-humor dominava as letras das suas músicas, sobretudo aquelas na qual tirava onda da sua sogra. O apelido Dicró surgiu porque, segundo o poeta Sérgio Fonseca, os sambas de Carlos Roberto de Oliveira eram impressos com a sigla "CRO", e o tempo fez com que "De CRO" e ficasse "Di CRO" - e daí para "Dicró" foi um pulo. No início da década de 2010, chegou a ter um quadro no "Fantástico" da Globo. Quem toca suas músicas até hoje em variados momentos é Silvio Santos em seu programa no SBT. Destaco de 1988 um dos seus exemplares gozadores: "Pra Que Que Eu Casei Com Isso".



Clipe do Dia: Gregory Hines

Ator, bailarino, cantor e coreógrafo, ele nasceu há 75 anos fechados hoje e nos deixou em 2003. Destaque na Broadway e ganhador de um Tony, atuou em vários filmes, além de protagonizar uma série. Aqui no Brasil, um momento muito lembrado dele é "O Sol da Meia-Noite", obra estrelada ao lado de Isabella Rossellini e de Mikhail Baryshnikov, com quem formaria uma dupla de mestres da dança. Uma ótima cena com eles se apresentando é a vista abaixo, sonorizada por "Prove Me Wrong" na voz de David Pack, vocalista da banda Ambrosia.



Revisitando a semana na "24 Horas"

Estas foram as colunas dos últimos dias e seus principais destaques (leia a edição clicando na data):

7 de fevereiro Mirassol campeão brasileiro da Série D; a tristíssima morte de Santiago "Morro" Garcia; e nas "Datas em 0 ou 5", os 40 anos do fim de "Um Homem Muito Especial".

8 de fevereiro Palmeiras derrotado pelo Tigres; Edina Alves apitando o 5º lugar do Mundial; Flamengo empatando com o Bragantino; a morte de Lula Pereira; Tampa Bay Buccaneers campeão do Super Bowl; Fausto Silva muito mais magro na volta aos inéditos; e nas "Datas em 0 ou 5", os 55 anos de Stoichkov.

Bela do Dia: Lauren German

Lauren German, atriz que faz a detetive Chloe Deckler na série "Lucifer" e que tenho visto na reprise das primeiras temporadas de "Heróis Contra o Fogo" como a paramédica Leslie Shay, que morre no 3º ano. Apesar do sobrenome, ela não tem relação alguma com a Alemanha - mas seu avô paterno era holandês.

9 de fevereiro A goleada do Grêmio sobre o Botafogo; Bayern de Munique finalista mundial; Loco Abreu no Campeonato Mineiro; Paula Nobre trocando a Somar pela CNN; Bandeirantes voltando a ter jornalismo no litoral de SP; nas "Datas em 0 ou 5", os 45 anos do Volta Redonda; e "Clipe do Dia" para os 25 anos do Planeta Atlântida.

10 de fevereiro A projeção da noitada do Brasileirão e do Palmeiras no 3º lugar do Mundial; erro de Daronco deixando Wilson de fora; localizadas as medalhas de Arthur Nory; Record contratou Mariana Godoy para o "Fala Brasil"; e "Clipe do Dia" para os 15 anos da última aparição pública de Luciano Pavarotti.

11 de fevereiro Papelão do Palmeiras em 4º no Mundial; Internacional derrotado pelo Sport, para quem foi bom o Vasco perder pro Fortaleza; efeito suspensivo até na preliminar do Campeonato Carioca; Canal Brasil estreando "Amor, Estranho Amor"; nas "Datas em 0 ou 5", os 25 anos da morte de Quarentinha; e "Clipe do Dia" para os 80 anos de Sergio Mendes.

12 de fevereiro Bayern de Munique campeão mundial com gol irregular; arquivada denúncia de injúria racial de Ramírez contra Gerson; os participantes da Libertadores Feminina; "Sem Censura" voltará na TV Brasil; nas "Datas em 0 ou 5", os 10 anos da maior goleada do Vasco sobre o America; e "Clipe do Dia" póstumo para Chick Corea.

13 de fevereiro A projeção da 36ª rodada do Brasileirão; Cruzeiro campeão da Copa do Brasil de vôlei; os 80 anos de Boris Casoy; os 90 anos de Isaac Bardavid; os 60 anos de Mauro Ramos; nas "Datas em 0 ou 5", os 40 anos de Luisão; e "Clipe do Dia" para os 40 anos do primeiro disco solo de Phil Collins.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil quase 238 mil dos mais de 9 milhões e 800 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.