Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Quarta, 21 de julho de 2021
Goleada das gurias olímpicas brasileiras



Pela vez sétima disputando o torneio de futebol feminino das Olimpíadas (cuja primeira partida completará 25 anos exatamente amanhã), o Brasil reprisou nem de longe os empates das estreias de 1996 e 2008, mas sim as vitórias de 2000, 2004, 2012 e 2016, ano no qual estreou contra a China para fazer 3 x 0, o placar desta quarta sendo ainda melhor: 5 x 0, igualando a melhor estreia canarinha, com o mesmo escore em Londres há nove anos. No entanto, o placar não traduz por completo a partida devido à primeira metade do segundo tempo, na qual as chinesas se assanharam bastante e aí entraram em ação tanto Bárbara quanto as traves, nas quais a bola parou três vezes. Três oportunidades nas quais o Brasil escapou muito - ah: e o pênalti do quarto gol foi "mandrakaço".

Mas são apenas estas ressalvas a fazer numa estreia alvissareira das brasileiras, que torço demais que finalmente obtenham nestes Jogos de Tóquio o bendito ouro olímpico até agora não vindo. Atuante em todas estas sete Olimpíadas, Formiga foi substituída na etapa final. Já Marta entrou para a história ao ser a primeira anotadora de ao menos um gol em cinco Olimpíadas consecutivas (todas a partir de 2004), sendo os dois gols de hoje seus primeiros no evento desde o que fechou os 5 x 1 sobre a Suécia na 1ª fase da Rio 2016. Suécia, que era treinada pela Pia Sundhage à ocasião e que perdeu o ouro para a desta vez ausente por não classificada Alemanha. Suecas, de estreia fantástica com 3 x 0 sobre os EUA, que tiveram quebrada uma invencibilidade de "só" 44 partidas.

Voltando à Marta: com os dois tentos, ela chegou aos 12 gols olímpicos, a dois da recordista máxima Cristiane, neste ano não convocada. E tem cara de que vem aí uma disputa bonitaça pela artilharia histórica com Sinclair, que completou 300 jogos pelo Canadá e que igualou a nossa ao anotar no 1 x 1 com o anfitrião Japão, que ainda perdeu um pênalti em momento surreal: a goleira canadense Labbe fez um pênalti e se machucou no lance que o ocasionou. Atendida, estava prestes a ser substituída, mas fez questão de ficar em campo - e defendeu a cobrança!

Sábado, as brasileiras enfrentarão a Holanda, que hoje fez história com a maior goleada destes 25 anos de futebol feminino em Jogos Olímpicos (um atraso de "só" 96 anos em relação à inclusão do torneio masculino): 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 - eu disse dez! (mentalizar esse "dez!" na voz de Jorge Perlingeiro na apuração do carnaval carioca) - sobre a estreante Zâmbia, que ainda conseguiu marcar três vezes, todas com Barbra Banda, que tocou muito bem sua melodia e só não faturou o "Violão de Ouro" pois a holandesa Miedema anotou um quatrilho.

Nesta quinta, vai a campo o futebol masculino do cinco vezes medalhista (bronze em 1996 e pratas em 1984, 1988 e 2012) Brasil, que defenderá o ouro conquistado no Maracanã em 2016 e que estreará diante da Alemanha superada naquela decisão, estando ele no Grupo D e indo a campo após Costa do Marfim x Arábia Saudita, adversários respectivos dos dias 25 e 28. São 16 países divididos em quatro quadrangulares, dois de cada e pronto.

Ainda no segmento olímpico, três destaques: grande ausência no tênis pois uma apendicite tirou Bruno Soares do torneio de duplas, no qual Marcelo Melo agora fará par com Marcelo Demoliner (parente do Douglas?); com mais três atletas contaminados, o número de credenciados - não apenas atletas, mas também outras pessoas de delegações, jornalistas e afins diversos autorizados a estar na Vila Olímpica - com coronavírus subiu para 80, o que antes ainda da cerimônia de abertura é muito preocupante; e o Comitê Olímpico Internacional anunciou hoje a australiana Brisbane como sede dos Jogos de 2032, vindos após Paris em 2024 e Los Angeles em 2028.

Galo e São Paulo nas quartas da Libertadores



Destaquei na coluna anterior que o São Paulo tinha uma escrita a quebrar: voltar a ganhar na Argentina pelo torneio depois de 16 anos. E voltou - e ainda melhor que nos 3 x 2 sobre o River Plate na semifinal do 2005 do 3º título. Um 3 x 1 bonitaço sobre o Racing para 4 x 2 totais e, com isso, a escrita mantida foi a de jamais ser eliminado nas oitavas por estrangeiros, assegurado sendo seu retorno às quartas-de-final depois de cinco anos. Marquinhos tornou-se o tricolor mais jovem a anotar na competição aos 18 anos, enquanto Rigoni fez uma dobra na primeira partida de Libertadores que disputou na carreira, ele tendo 28 anos. Esta noite, os são-paulinos conhecerão seu adversário de Palmeiras x Universidad Católica (vantagem paulista por 1 x 0). Quem sabe dois Choques-Reis?



Já a classificação do Atlético Mineiro contra o Boca Juniors virou literalmente um caso de polícia. Assim como na ida, também na volta um gol no mínimo extremamente discutível dos argentinos não foi validado após revisão no vídeo, na qual ele deveria ser confirmado. "Ah, mas ele tinha uma pontinha de joelho na frente". Não tem que ser por aí. VAR é para corrigir erros crassos, claríssimos. Como falei: esse lance de ontem foi no mínimo - e ainda acho que tô tendo extrema boa vontade - discutível. Neles, tinham que deixar validar tudo, ao menos eu acho. Bom, a marcação salvou a pele do Everson, que papagaiou na entregada mandada no alvo para não valer. No que realmente valeu, que foi a disputa de pênaltis, ele se redimiu ao defender duas vezes e cobrar o lance definitivo.

3 x 1 após 0 x 0 em 180 minutos e presença garantida nas quartas contra Argentinos Juniors ou River Plate, que fazem a volta hoje (1 x 1 na ida). Está garantida a 100ª partida do Galo no certame, a de ida da próxima fase, enquanto esta foi apenas e tão somente a vez primeira que um brasileiro passou pelo Boca numa disputa de pênaltis em Libertadores. O problema veio com um quebra-pau como havia muito tempo que não acontecia. A coisa enfeiou de tal forma que toda a delegação argentina foi levada à delegacia de polícia - o Boca só deixou a DP e foi pro aeroporto após o meio-dia de hoje. Uma coisa é reclamar que foi "roubado", e acho mesmo que teve prejuízo. Outra coisa é sair quebrando tudo, aí é coisa de idiota. Digo isso sendo o Boca, diria o mesmo se fosse o Galo ou qualquer outro.

Bem, além das duas voltas que já citei, tem mais duas nesta quarta: Barcelona x Vélez Sarsfield (vantagem argentina por 0 x 1), saindo o oponente de Fluminense ou Cerro Porteño, que não se enfrentaram ontem devido à falta de clima emocional dos paraguaios após a trágica morte do filho de 20 anos do Arce (vantagem carioca por 2 x 0 para 3 de agosto); e Flamengo x Defensa y Justicia (vantagem carioca por 1 x 0), com público em Brasília, sendo o rubro-negro o primeiro a tirar proveito da liberação para presença parcial da torcida dada pela Conmebol. Nem adianta dizer mais que não deveríamos ter isso por ainda não ser o momento, mas é luta perdida, joguei a toalha.

O Furacão fez sua parte, mas o Imortal não



O Athletico Paranaense garantiu presença nas quartas da Sul-Americana ao aplicar 4 x 1 no América de Cali para 5 x 1 totais, destacando-se o lindo gol do Canesin para fechar os trabalhos.



Poderíamos ter uma quarta-de-final brasileira, só que o Grêmio foi mal. Tudo bem, o pênalti do gol da virada de 2 x 1 da LDU foi meio "mandrake", mas mesmo assim, vamos e convenhamos: vantagem de 1 x 0 da ida, jogando em casa, saiu na frente... Não dá pra ir atrás do argumento de "se ele não marca o empate classificaria". Comodismo inadequado, ainda mais para quem vinha de duas vitórias seguidas e agora é novamente contestado. Aliás: momento negativo histórico, os gremistas nunca tinham ficado seis partidas sem vencer na Arena.

Esta noite, o Red Bull Bragantino defenderá diante do Independiente del Valle uma vantagem de 2 x 0.

Remo do Felipe Conceição afundando o Cruzeiro



Um golaço do Victor Andrade, em arremate mais maravilhoso que a loira dos meus sonhos (e olha que ela é um garbo de dar inveja à Greta), consolidou a reação azulina na Série B nesta 13ª rodada. O 1 x 0 determinador da terceira vitória seguida e de 16 pontos na 11ª posição não só manteve o retrospecto amplamente favorável diante dos cruzeirenses, a quem não enfrentavam desde os memoráveis 5 x 1 de 1994 no Mineirão e contra os quais possuem cinco vitórias, quatro empates e uma derrota, como mandaram os mineiros - de sete fracassos seguidos (maior jejum desde o rebaixamento no ano retrasado) - pra zona da degola com 11 pontos em 17º.

Colaborou para isso o Vitória voltar a fazer jus ao seu nome depois de sete rodadas para ter 12 pontos em 15º ao derrotar por 1 x 0 a Ponte Preta, penúltima com 9 e mais feia do que minha cara quando acordo depois de 10 horas de sono após outras 30 acordado. Se estes dois mandantes ganharam, tivemos um visitante exitoso: o Goiás que será do Marcelo Cabo, o substituto do Pintado. São 23 pontos na 4ª posição com os 2 x 0 sobre o Botafogo, 14º com 13 e que, derrubado no dia em que sua ex-casa Caio Martins completou 80 anos da inauguração, anunciou o sucessor de Marcelo Chamusca na casamata: Enderson Moreira, atuante por último no Fortaleza até abril.

Tivemos ainda dois empates sem gols em Londrina x Confiança (20º com 9 x 18º com 10) e Guarani x Sampaio Corrêa (3º com 23 x 6º com 20). Quarta-feira da vespertina Vila Nova x Brusque (13º com 14 x 10º com 16) e das noturnaças CSA x Vasco (12º com 14 x 8º com 18) e Náutico x Brasil (1º com 26 x 16º com 11). O Xavante tem a mesma pontuação do Cruzeiro e o mesmo número de vitórias, mas saldo menos pior: menos 3 a menos 7. Para os gaúchos voltarem ao Z4 no lugar dos mineiros, só se tomarem quatro de diferença, pois atrás ficariam nos gols pró.

Recuperando a primeira das várias partidas atrasadas

O Campeonato Brasileiro terá nesta noite uma atrasada da 3ª rodada: Cuiabá (18º com 9 pontos e que ainda deverá um jogo, aquele contra o Grêmio) x Atlético Goianiense (11º com 15 e que agora estará rigorosamente em dia "com suas mensalidades", como diria Silvio Santos ao conferir os talões dos clientes do Baú da Felicidade).

Milwaukee Bucks campeão da NBA depois de 50 anos



Virando de 0 x 2 para 4 x 2 a melhor-de-sete, derrotou por 105 x 98 o Phoenix Suns, que continuará uma vez mais com sua seca de títulos jamais cessada. Delírio em Milwaukee, uma festa que para inúmeras pessoas foi inédita. O grande avalista desta conquista foi Giannis Antetokounmpo, que já merece uma estátua gigante banhada em ouro na entrada de Atenas. Foram 14 rebotes e 50 pontos, praticamente metade da pontuação do time inteiro apenas e tão somente dele. Mas outros nomes, como Jrue Holiday e Khris Middleton, também são dignos de enaltecimento, como todos os demais. Com o Bucks campeão, o terceiro maior jejum de conquistas da liga passou a ser o do New York Knicks com 48 anos - o segundo maior é o do Atlanta Hawks, com 63 anos, e o maior o do Sacramento Kings, com 70.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

RBS investirá R$ 63 milhões em rádio e televisão O grupo divulgou isso nesta quarta, dentro do matinal "Atualidade" na Rádio Gaúcha, através da colunista de economia Giane Guerra, que apresenta na emissora o dominical "Acerto de Contas" e que é colunista do segmento no "Jornal do Almoço" da RBS TV. Deste dinheiro, R$ 49 milhões irão para a televisão e R$ 14 milhões para as rádios da rede (Gaúcha, Atlântida, 102.3, 92, Farroupilha e CBN), com modernização de parques tecnológicos, atualização de equipamentos, mudanças de produtos, novos posicionamentos de marcas, novos equipamentos, novidades em podcasts e rádios digitais... Tudo isso indo até 2024.

Amanhã tem "Space Jam" na Globo Exibindo clássicos às quintas-feiras no melhor clima #tbt, a "Sessão da Tarde" mostrará "O Jogo do Século", o filme de 1996 no qual Pernalonga e a turma da Warner encontram Michael Jordan. Reprise propícia em tempos de "Um Novo Legado" nos cinemas, agora com LeBron James.

Deu no site I "Anitta confessa que não consegue focar com pessoas bonitas por perto". Ela deveria trabalhar sempre comigo. Ela não foca perto de pessoas bonitas? Ao meu lado, seu foco seria 200% permanente.

Deu no site II "Eduardo Costa revela vício em sexo: '15 vezes por semana'". Tem gente que não faz sexo 15 vezes por mês. Tem gente que não faz sexo 15 vezes por ano. Tem gente que não fez sexo 15 anos na vida...

Bela do Dia: Malika Andrews

Malika Andrews, repórter da ESPN dos EUA. A festa do Milwaukee Bucks campeão da NBA ficou melhor de se ver pois essa lindindona, que apenas no começo desta madrugada conheci, entrevistou na quadra os atletas.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As desta quarta, 21 de julho, são estas:

*95 anos de Norman Jewison, cineasta indicado ao Oscar por "No Calor da Noite", "Um Violinista no Telhado" e "Feitiço da Lua", os dois últimos como diretor e produtor, assim concorrendo também por "Os Russos Estão Chegando" e "A História de um Soldado", sendo ainda realizador de "Não Me Mandem Flores", "Crown, o Magnífico", "Jesus Cristo Superstar", "Justiça Para Todos", "Agnes de Deus" e "O Furacão".

*70 anos do nascimento de Robin Williams, ator falecido em 2014 e vencedor do Oscar de coadjuvante por "Gênio Indomável", sendo indicado por "Bom Dia, Vietnã", "Sociedade dos Poetas Mortos" e "O Pescador de Ilusões", atuante ainda em "Popeye", "Clube Paraíso", "Tempo de Despertar", "A Volta do Capitão Gancho", "Uma Babá Quase Perfeita", "Jumanji", "A Gaiola das Loucas", "1 Dia, 2 Pais", "O Amor é Contagioso", "Retratos de uma Obsessão", "Licença Para Casar", "Uma Noite no Museu", "Surpresa em Dobro" e, antes disso tudo, na série "Mork & Mindy".

*50 anos ao dobrado: do estilista Alexandre Herchcovitch; e da atriz Charlotte Gainsbourg, de filmes como "21 Gramas" e "Ninfomaníaca" (nessa obra de Lars von Trier, fez a cena de sexo mais inacreditável que já vi no cinema: dois homens transando com ela ao mesmo tempo - e a cena é altamente explícita, não há como haver o mínimo exagero no que digo).

*45 anos de Emanuelle Araújo, cantora ex-vocalista da Banda Eva (na qual sucedeu Ivete Sangalo em 1999) e que atuou em novelas da Globo como "A Favorita", "Cordel Encantado" e "Órfãos da Terra", além de filmes e peças de teatro.

*30 anos da Argentina campeã da Copa América com 2 x 1 sobre a Colômbia (concluindo uma rodada dupla do quadrangular decisivo iniciada por Brasil 2 x 0 Chile, o que deixou os portenhos com um ponto acima dos brasileiros).

Arremate

Covid: mais de 544 mil vítimas; mais de 19,4 milhões de casos; mais de 34,9 milhões de imunizados por completo.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente!

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.