Porto Alegre, 3 de junho de 2022

NOVIDADES NO PAPO DE BOLA: A VERSÃO TESTE DO "PAPOTUBE" E A VOLTA DA "RÁDIO PB"

A partir desta data, publico duas novidades. Uma é a retomada da "Rádio PB" para mais uma leva de podcasts em áudio. A outra ainda está em versão teste: o "PapoTube", primeira experiência em vídeos no YouTube.

Por ser ainda embrionária, a iniciativa em imagens não terá de início uma periodicidade mais frequente enquanto ajustes forem feitos visando mais melhorias. Já os conteúdos totalmente sonoros voltarão ao menos em quatro vezes por semana neste primeiro momento, projetando publicação diária muito em breve. Publicação no Anchor e no Spotify, em breve também em outros tocadores de áudio.

 

CONFIRA ABAIXO O QUINTO "PAPOTUBE" EM VERSÃO TESTE
Destaque para a breve, mas memorável história da Rádio Sucesso de Porto Alegre entre 1984 e 1985.

ASSISTA OS VÍDEOS-TESTE ANTERIORES Edição 1 aqui | Edição 2 aqui | Edição 3 aqui | Edição 4 aqui



CONFIRA ABAIXO O SEXTO EPISÓDIO DO RETORNO DA "RÁDIO PB"
Destaque para os 80 anos de Gilberto Gil, 90 minutos de canções e declarações dele sobre as mesmas.

OUÇA OS ÁUDIOS ANTERIORES Episódios disponíveis no Spotify

 

 
COMUNICADO SOBRE A PUBLICAÇÃO DE COLUNAS ESCRITAS

Porto Alegre, 5 de abril de 2022

Amigos do Brasil,

este PAPO DE BOLA - O SITE não é atualizado desde 27 de setembro de 2021. Por uma série de motivos, que vão desde ter que me dedicar mais a coisas pessoais da família ao lado da mãe (especialmente em recente e sempre trabalhosa mudança de residência) até estafa máxima (não dar mais conta do ritmo diário de feitura do site, tão ocupante do tempo que eu privava a mim mesmo de outras coisas) e especialmente desilusão por sentir que não havia mais repercussão no que eu fazia (basicamente por culpa minha por fazer algo tanto sobre coisas de interesse tão pessoal que desconectados do interesse geral do povo quanto por algo mal feito e "no piloto automático", sem o prazer que um dia já tive), acabei não mais atualizando colunas desde então. Também não postei mais nas redes sociais, exceção a responder posts de amigos e pessoas que curto no Instagram e fazer alguns posts esporádicos num grupo fechado do Facebook.

Tenho enorme vontade de falar muita coisa sobre tanto esses mais de seis meses de uma nova parada longa nos últimos quatro anos - mais paradas e mais tempo parado do que nos 15 anos anteriores -, mas sairia um textão imenso demais que sei bem que cansaria qualquer um antes do fim do segundo parágrafo, mesmo que haja muita coisa que eu queira falar por estar trancada na goela, seja sobre mim mesmo ou sobre coisas que vejo aqui e ali que tanto com as quais me identifiquei quanto que me aborrecem de sobremaneira a ponto de, também por desencanto e extrema chateação, pois bem sei que o interesse das pessoas seja em mim ou no que faço não é bem neste espectro e sim em outros. Um dia eu falo, mas agora não, aqui não.

Nesta semana, aos poucos e ainda sem a regularidade de outrora, voltarei a postar no Twitter e um pouco no Instagram. Quanto ao Facebook, não me tem estimulado mais, dele só não saindo tanto por causa do grupo fechado do qual participo (porque ali, aquele canto específico, é muito legal) quanto porque com algumas pessoas específicas eu não teria ou o mesmo contato direto em outras redes como tenho ali ou sequer qualquer contato por ausentes estarem nas outras redes. Como tenho arquivados muitos materiais de vídeo e áudio (TV e rádio), também vou separar um tempo para subir mais deles no YouTube pois não é justo guardá-los só para mim, é que vários têm trechos diferentes e gosto de juntar tudo bonitinho e o mais bem feito possível mesmo para arquivos que já tenham lá, mas que eu tente deixá-los diferentes em algo, com um "plus a mais", como diria o Sr. Redundância Redundante.

Quanto a este PAPO DE BOLA - O SITE, sinceramente, vou repensá-lo. Não, não vou encerrá-lo - admito que muitas vezes, também em incontáveis momentos de desilusão, pensei em fazê-lo e repensei. Mas desta vez não tem escapatória. Aquilo que faço há quase duas décadas na "24 Horas" e no "Papo de Mídia", da forma como sempre fiz, não tem mais razão de ser, não cabe mais, está fora de sintonia com os tempos atuais e com o jeito como hoje em dia se faz. Muito do que sempre fiz nela atualmente é executado de outras e melhores maneiras por bastante gente, não é difícil buscar e achar para comigo concordar. Em algum momento até admito que eu servia como fonte informativa para muitas pessoas sobre esses e aqueles assuntos, mas em 2022 há diversas e muito competentes, várias delas fazendo algo que eu jamais teria - como de fato nunca tive - competência e qualidade para tanto.

Ideias tenho para muitas coisas que acho que podem ser bacanas, interessantes, atrativas, e não de hoje. Algumas eu até pensava em levar adiante quando retomei o site no início de 2020, só que estourou a pandemia e trancou tudo. Outras até posso pensar em fazer agora, embora admita estar hesitante por esses e aqueles motivos. Entre elas, está algumas seções que prometi fazer e ainda não fiz (especialmente de memória e resgate histórico, paixão enorme que tenho) e também reorganizar e republicar as colunas e os artigos que trouxe nele desde 2 de junho de 2003 até 27 de setembro de 2021, quando joguei a toalha e começou a última das inúmeras paradas que tive. Enfim: o PB será retomado, mas não mais do jeito que fiz por quase 20 anos. Terei de fazer algo diferente. Preciso fazer algo diferente. Ou então, de vez sentido não mais haverá.

Para não ser mais prolixo do que aqui já estou e do que sempre sou por incorrigível este que é um dos maiores dos meus inúmeros defeitos, fico por aqui. Se por ventura alguém quiser perguntar algo sobre qualquer coisa, tem o Twitter @papodebola, o Instagram @edupapodebola e, vá lá, o Facebook /educesar. Apesar de já há alguns anos eu ter descuidado violentamente dele a ponto de hoje nem fazer mais ideia de quantas centenas de mensagens não lidas devo ter (e por isso antecipadamente peço mil e uma desculpas mesmo que não merecedor de que sejam aceitas), bem ou mal, ainda existe o e-mail papodebola@gmail.com.

Um abraço e fique bem. Sempre.

Edu Cesar.

Porto Alegre, 5 de abril de 2022